Papo das 9 #362​ Todo apoio aos generais legalistas!

Atribui-se a substituição do Ministro da Defesa, General Fernando Azevedo e Silva ao descontentamento dele em permitir que as Forças Armadas sejam usadas politicamente pelo presidente Jair Bolsonaro. “Nesse período, preservei as Forças Armadas como instituições de Estado”, disse o ex-ministro na carta de demissão. É sabido em Brasília que o presidente (que adora usar a expressão “meu Exército”) também deseja substituir com urgência o Comandante do Exército, General Edson Leal Pujol, que já se manifestou contrário ao uso político das Forças Armadas. Para muitos analistas, a reforma ministerial em curso tenta alinhar os comandantes militares às vontades nem sempre republicanas do presidente. O fato é que as Forças Armadas estão divididas. Lembrando que, no passado, Bolsonaro foi defenestrado do Exército por insubordinação.

CLIQUE PARA ASSISTIR