Papo das 9 #327​ 600 animais silvestres mortos num abrigo federal

Durante 50 dias o Centro de Tratamento de Animais Silvestres do Ibama, em Seropédica, na zona oeste do Rio, ficou sem tratadores. Pelo menos 600 bichos (tucanos, seriemas, macacos, gaviões, etc.) feridos por traficantes de animais – e levados para lá para serem cuidados e depois reintroduzidos na natureza – morreram. O Centro de Tratamento é administrado pela Superintendência do Ibama no Rio, cujo titular é um Contra Almirante da reserva da Marinha nomeado por Ricardo Salles. Um escândalo que não pode ficar impune.

CLIQUE PARA ASSISTIR