Papo das 9 #288 A ameaça de golpe mais explícita desde a redemocratização

O presidente do Brasil disse que se as eleições em 2022 não forem com cédulas de papel, acontecerá “problema pior que os Estados Unidos”. A ameaça de golpe vem do presidente que em abril do ano passado promoveu manifestação em frente ao QG do Exército em Brasília (Forte Apache) para seguidores que defendiam o fechamento do Congresso e a volta do AI-5. O mesmo presidente que silenciou diante dos ataques ao prédio do STF em maio passado por um grupo armado que acampou em Brasília. O mesmo presidente que até o momento não condenou a invasão do Capitólio (o mais grave atentado contra a democracia americana). Notas de repúdio não mudam essa situação. O presidente jurou respeitar a Constituição e a democracia. Que as autoridades competentes se encarreguem de zelar pelo que determina a Carta Magna.

CLIQUE PARA ASSISTIR