Papo das 9 #267 STF esclarece a questão da obrigatoriedade de se vacinar

Os juízes do Supremo entenderam que é possível aplicar sanções a quem se recusar a tomar a vacina contra Covid. Significa que ninguém será obrigado a receber a vacina contra sua própria vontade, mas se decidir não ser imunizado, ficará exposto a possíveis sanções como: ser impedido de realizar matrículas em creches, escolas e universidades; não poder participar de concursos públicos; deixar de receber benefícios sociais, etc. Para essas e outras atividades, poderá ser exigida a apresentação do certificado de vacinação. Comentamos essas e outras questões – inclusive a reação presidente a essa decisão – no Papo das 9 de hoje.

CLIQUE PARA ASSISTIR