Papo das 9 #182 Mentiras oficiais

Não se trata apenas de falsear informações, sem respaldo de dados científicos aferíveis e confiáveis. O discurso do presidente Bolsonaro na ONU fere a credibilidade de um país. Não é possível responsabilizar caboclos e índios pelas queimadas, indicar que o fogo no Pantanal é um fenômeno natural ou mesmo sugerir que os cristãos são perseguidos no Brasil (quando na verdade umbandistas e candomblecistas vem sendo alvo de múltiplas violências por parte justamente de quem se diz “cristão”). Os fatos falam por si. Mentira tem perna curta e custa caro ao Brasil, país levado cada vez menos a sério pela comunidade internacional.

CLIQUE PARA ASSISTIR