Witzel repetiu a coisa mais velha da má cartilha política: lotear cargo em empresas estratégicas

Crise da água é uma vergonha terrível para o estado e principalmente para o governador do Rio. O Rio merecia um cargo técnico na Cedae que não tivesse nenhum envolvimento com tragédias. O presidente da empresa, Hélio Cabral, é réu no caso da maior tragédia envolvendo destruição de bacia hidrográfica com mineração, que foi a tragédia da Vale em Mariana.