Do ponto de vista técnico, não há condições de construir autódromo em Deodoro

André Trigueiro fala sobre o relatório apresentado pelo Inea que aponta uma série de erros e omissões no Estudo de Impacto Ambiental apresentado pela prefeitura para construção do autódromo em plena floresta do Camboatá. Comentarista destaca que o parece técnico já foi apresentado, mas ainda é preciso um parecer jurídico da procuradoria do estado. ‘Como dar sinal verde para um empreendimento desse porte seguir em frente, se há 192 páginas fartas de várias incongruências, omissões, falhas e ilegalidades?’, questiona.