Danos colaterais no combate à criminalidade são ‘inevitáveis’, mas ‘falta inteligência’

André Trigueiro afirma que ‘ninguém é inocente’ ao ponto de achar que não haverá óbitos em ações contra a milícia e o tráfico, mas questiona a efetividade de tantas mortes em operações policiais, que já são 30% do total de óbitos violentos. ‘Do ponto de vista do domínio dos traficantes, isso significa o quê?’, pergunta. O comentarista destaca que, em 2019, ‘nenhum centavo’ foi gasto com inteligência e formação de policiais e, no ano que vem, a polícia técnica terá corte de 86% no orçamento. ‘A gente não pode expor a população civil a esse risco’, ressalta ele.