Leia aqui antes de anular seu voto

Quem pretende anular o voto nas próximas eleições merece saber: você estará fazendo o jogo dos políticos corruptos ou que serão eleitos por grupos que se beneficiam do desalento geral. A nova lei eleitoral impôs várias restrições ao financiamento de campanha, e uma das consequências disso é o fortalecimento dos candidatos sustentados pelo dinheiro vivo disponibilizado por traficantes, milicianos, igrejas ou candidatos ricos que se bancam com recursos próprios. Ou seja, quem anula o voto deixa de fazer a diferença fortalecendo candidaturas desvinculadas de lobbies que a cada eleição se beneficiam da indiferença de boa parte do eleitorado.

Dizer que “não adianta votar que não vai mudar nada”, que “todo político é ladrão” ou que “o Brasil não tem jeito” soa como música aos ouvidos das raposas que percebem as portas escancaradamente abertas do galinheiro. Sou jornalista há mais de 30 anos e também transito pelo mundo político. Devo dizer que os bons políticos existem, e que quando não temos conhecimento ou informação suficientes para escolher alguém, vale a pena pesquisar. Há novidades interessantes nessas eleições como aplicativos que revelam se o candidato tem um passado limpo ou comprometedor (chama-se “detector de Corrupção”) , ou serviços de mídia que checam em detalhes os discursos dos candidatos para ver se eles estão falando a verdade ou manipulam as informações com dados falsos (“Fato ou Fake”).

Enfim, quem não desistiu totalmente do Brasil deve votar nos candidatos que possam fazer o melhor possível. É o que nos cabe fazer. Até porque quem anula o voto, na minha opinião, perde o direito de criticar ou reclamar da situação. Preferiu a “roleta russa”, girando o tambor e apertando o gatilho pra ver o que acontece. Quem ama, cuida. E o que o Brasil mais precisa neste momento é de quem mereça ocupar um cargo público para cuidar desse imenso país e de sua gente tão especial.

André Trigueiro