‘Sincretismo e tolerância religiosa no dia de São Jorge no RJ são exemplos para o mundo’

Mais de 1,5 milhão de pessoas reverenciaram o Santo Guerreiro nas igrejas e terreiros. Para André Trigueiro, o cenário contrasta com o massacre em igrejas católicas do Sri Lanka e o ataque a uma mesquita da Nova Zelândia. Ele lembra, porém, que o estado do Rio também sofre com episódios de intolerância religiosa recorrentes: uma pesquisa mostra que metade dos mais de 800 terreiros declararam já terem sido intimidados, hostilizados ou depredados.