Rio deveria evitar ‘trilho perigosíssimo’ da dependência em relação ao petróleo

O governador Wilson Witzel quer rever o regime de recuperação fiscal na expectativa de usar ganhos com a produção de óleo e gás para pagar dívida, mas, para André Trigueiro, ele deveria apontar caminhos que extrapolem o mandato dele. Segundo o comentarista, o petróleo é um fonte finita, tem valor oscilante e a tendência é que perca protagonismo, por isso, o Rio não deve ficar acomodado na ‘zona de conforto’ dos ganhos com o combustível.