Ao conceder Jardim de Alah à iniciativa privada, prefeitura deveria ouvir os moradores

André Trigueiro afirma não ser contra a medida, desde que vários cuidados sejam tomados. Ele defende que, desde o início, era preciso ter um diálogo com quem mora na região e a necessidade de estabelecer prazos claros, além do nível de intervenção que a empresa pretende fazer.