Por Daniela Kussama | abril 10, 2017 10:31 am

Um ano e meio depois do maior desastre ambiental do Brasil, a população da região de Mariana continua sofrendo com as consequências do rompimento da barragem da Samarco. O Cidades e Soluções vai mostrar os resultados do primeiro estudo epidemiológico (feito pelo Instituto Saúde e Sustentabilidade) feito com a população do município de Barra Longa, em Minas Gerais, que fica a 60km do local da barragem. O estudo constatou que moradores do município apresentam problemas de saúde como problemas respiratórios, infecções na pele e transtornos mentais e comportamentais.

ASSISTA AO VÍDEO
ASSISTA AO VÍDEO NA ÍNTEGRA