Por Andre Dessandes | novembro 17, 2016 10:36 pm

 

Dois ex-governadores do Rio presos em menos de 24 horas é algo inusitado e que enseja esperança. Pode-se até confirmar mais à frente a eventual inocência de Garotinho e Cabral em relação às denúncias formuladas contra eles. Mas o fato é que o Brasil já não é o país da impunidade. Sérgio Moro (com seus erros e acertos) não é o único juiz disposto a cumprir a sua função diante de políticos ou empresários reconhecidamente influentes e poderosos. E as instituições brasileiras (notadamente o Ministério Público, a Polícia Federal, e alguns setores do Judiciário) não parecem sujeitas aos interesses mesquinhos deste ou daquele governante de ocasião. Não há outro jeito de se enfrentar a corrupção. Cumpra-se a Lei. E se a Lei não vale para todos, não vale para ninguém.

 

André Trigueiro