Por Mundo Sustentável | maio 30, 2016 7:24 pm

 

Por Débora Spitzcovsky

Fonte: The Greenest Post

 

Já contamos por aqui que a Holanda desativou 19 presídios, simplesmente, porque não há presos suficientes para ocupá-los. A novidade agora é que o governo decidiu usar esses espaços para abrigar os centenas de refugiados que chegam, todos os dias, ao país em busca de oportunidades.

São homens, mulheres e crianças do Oriente Médio e da África que arriscam suas vidas e atravessam o oceano para fugir da violência dos conflitos armados que acontecem nas regiões onde moram – seja por motivos políticos, étnicos e/ou religiosos. Eles merecem um lugar digno para ficar, não?

12 dos 19 presídios desativados no país já estão sendo ocupados por refugiados. A aparência dos lugares, claro, poderia ser melhor. Dormir dentro de celas, ainda que destrancadas, não deve ser a melhor das sensações. Mas já é uma ajuda e tanto para recomeçar a vida.

Na Alemanha, outra iniciativa de ajuda aos refugiados tenta encontrar lares por meio de uma plataforma no estilo Airbnb, enquanto na Turquia um casal de noivos trocou a festa de casamento por um banquete para quatro mil refugiados.

Um pinguinho de esperança em meio a tanta desumanidade…

 

 

Postado por Daniela Kussama