Por Mundo Sustentável | janeiro 2, 2016 11:07 am

 

Se você é candidato a Prefeito ou Vereador nas eleições deste ano, fique ligado! Não teremos em 2016 mais uma eleição municipal. Vai muito além disso. Serão as primeiras eleições depois de um ano divisor de águas na História do Brasil, o ano da Lava-Jato, das prisões em série de empresários e políticos supostamente “intocáveis” e “poderosos” que não resistiram ao simples cumprimento da Lei por gente que leva a Lei muito a sério.

Sobrou pra vocês o fardo de resgatar a credibilidade onde ela se tornou absolutamente escassa, reinventar a política asfixiada pelo “ambiente partidário”, ressignificar as palavras “voto”, “cidadania” e “democracia”.

Aos espertalhões e oportunistas, um pedido. Ou melhor, uma ameaça: não ousem se candidatar. As condições de temperatura e pressão não favorecem tamanha ousadia. Em tempos de Ministério Público atuante, Polícia Federal idem (cuidado com o “japonês” da PF) e Justiça agindo com mais rapidez nos casos de corrupção, convém não arriscar.

Ainda tem as malditas gravações escondidas de celulares, microcâmeras, ex-mulheres (ou ex-maridos), e, por fim, as tais delações premiadas. Em resumo: ficou mais difícil se dar bem fazendo o mal. Eu sei que vocês conhecem muita gente que ainda se vangloria de ostentar riqueza com dinheiro roubado da saúde, da educação, etc. Gente que aprendeu a chafurdar no “lado negro da Força” e acha que os Jedis estão extintos. Mas esse povo já esteve mais tranquilo. Corrupção deixa rastro, e como não existe crime perfeito, o risco de ser pego nunca foi tão alto.

Aos que se julgam limpos e éticos, aqueles que acreditam ser possível fazer da política um instrumento de transformação concreta da realidade (começando pela atenção aos mais vulneráveis, os excluídos, os pobres e miseráveis), desejo força e coragem!

Conheço políticos assim, e por causa deles, acredito em vocês.
Não é possível transformar o Brasil num país melhor e mais justo sem a política e os políticos. É ingenuidade acreditar em outra coisa. Melhor tapar o nariz e limpar o vaso sanitário entupido, do que deixar os “falsos bombeiros” recebendo valores vultosos pelo serviço que não cumprem.

É preciso abrir espaço para homens e mulheres de bem na política brasileira. Em 2016, teremos uma nova chance. Que saibamos aproveitá-la.

PS: Tudo que os corruptos desejam é que você continue descrente, achando que todo político é safado, que o Brasil não tem mais jeito, etc. Pense diferente, e eles – os corruptos – terão motivos para se preocupar.

 

André Trigueiro